Sunday, November 23, 2008

The most, the most, the most

* Sem parar é a melhor definição do que foi o feriado.

* Começou com um show do Duran Duran que me fazia perguntar WTF am I doing here. Engraçado como o público era uma mistura de fãs old school e moçada nascida do meio pra frente dos anos 80.
* Um pouco de vergonha alheia do look congelado no tempo da banda, mas oquei. Era previsto.
Simon meio Gugu Liberato, meio Roberto Leal.
---------------------------------------------------------
* Parenteses pra Vai! no Glória. As fotos no flickr da galere falam por si só.

* O NOISE deixou todo mundo sem saber o horário do line up até a última hora. O que obrigou a gente a chegar cedo e ouvir coisas ruins num espaço ainda mega vazio.
A coisa esquentou rápido com Black Lips. Eles realmente estão mais comportados (no show que eu vi do Coachella desse ano eles puseram fogo na guitarra), mas ainda rolam uns auto-cuspes (o vídeo explica) e um p. show, que só terminou rápido porque eles foram expulsos do palco pela organização, preocupada com o horário mega rígido- mala.

* Helmet fez a galera delirar e lotou o espaço do palco principal. Mas só me fez perceber que por mais grunge que eu já fui, minha afinidade musical mudou dos meus 14 anos pra cá. E que eu canso quando o vocalista da banda quer conversar demaaaais.

* Toda a cara fofa da Frances do Vaselines não combina com o quanto ela é desbocada. Ela e Eugene apresentaram Monster Pussy e Molly Lips falando das claras referências sexuais das letras e riam o tempo todo. Eles estavam se divertindo quase tanto quanto a gente.
O Stevie- Belle & Sebastian- apesar do terno e da carinha de mais sério ainda animou e foi pra balada "bar secreto" depois.


* Eu já estava no clássico MODE pijama- sono- bono de chocolate- revistas na cama e acabei terminando o domingo com show surpresa do Black Lips agendado de última hora no Astronete. Show pequeno e inferninho lotado apesar da banda razoavelmente comportada.
Adivinha se não perdi o sono.
As 2 versões de Oh Katrina- No Noise e no Astronete- aqui.

Monday, November 17, 2008

Sonic Youth playing in my house


* Sonic Youth sempre esteve na minha vida. Inclusive na parede da minha casa. Mas nos últimos dias parece que eles tem voltado com mais frequência pro meu dia a dia.

* Primeiro foi o documentário dos estudantes sobre a banda, Sleeping Nights Awake, semana passada (escrevi aqui)
O filme faz a gente admirar o jeito de envelhecer lindamente da banda e principalmente da minha musa de adolescência Kim Gordon. Os anos passaram e ela continua talentosa, loira, fazendo performances incríveis, destruindo a guitarra e com corpinho de 20 e poucos.

* Depois vi que o Thurstoon More vai fazer a abertura de uma exposição de "early videos" da carreira do David Bowie  no MoMA NY, em 1o de dezembro e fiquei babando imaginando como vai ser. (mais aqui)

* Pra completar o momento we-are-everywhere,  em uma cena de um dos próximos capitulos de Gossip Girl a trilha é uma cover de Sheena is a Punk Rocker, do Thruston e Jemina Pearl (que era do Be Your Own Pet), gravada exclusivamente para a cena. Ainda não vi - pq estou no S02E03- mas a música está aqui.


* Depois do show do Coachella do ano passado e do documentário, achei que nada me faria ficar mais fã do Sonic Youth. Mas gente, o Thurston gosta de Gossip Girl!

Wednesday, November 12, 2008

Na Capricho

* Comecei a "colaborar" com o Lúcio Ribeiro pra coluna dele da Capricho.
Porque eu adoro a revista, li a adolescência toda - desde que era a "revista da gatinha" e tinha a Piera nas capas- e porque queria deixar minhas priminhas orgulhosas. ( e porque ele me chamou, óbvio)

* A primeira coluna é essa aqui, que saiu semana passada. Eu falo um pouco do Cobrasnake (que "descobriu" a Cory Kennedy, que a Thais escreveu ai em baixo) e das festas de 15 anos.

* Aliás, sim, às vezes eu tenho 15 anos.

Monday, November 10, 2008

The One

Depois de um fim de semana com tanto show eu quaaase não fui no show do R.E.M.
Mas quando lembrei que a última vez que vi eles faz uns 12 anos e que não sei quando teria a chance de ir de novo, animei. Que bom. Michael Stipe não é Michael Stipe a toa.

Sunday, November 09, 2008

Your quiet heartbeats

Hummer
Foals no Terra

Tuesday, November 04, 2008

I Can Use somebody

* Eu sei que é insensato mas tudo que se refere ao Kings of Leon ultimamente tem me tirado do normal. Sim, eu admito que misturo uma paixão pelo Caleb, com uma obsessão pela música desde a 1a vez que eu ouvi.

* Mas não dá pra falar que Only by The Night é fraco. Manhattan, Closer, Use somebody e Sex on Fire são especialmente lindas. E tem letras mais expressivas. Os caras começaram a falar coisa com coisa. (Alguém entendia a letra de Milk por exemplo?).

*E não dá pra falar que os vídeos novos são ruins. Esse aqui de baixo é um tiquinho egotrip. Me lembra algum vídeo do Guns com tomadas aéreas da banda em cima de prédios.
E Sex On Fire é um pouco sexy, ok. Mas who tha fucking cares??

* Quase tive um infarto quando li na entrevista da NME que Caleb escreveu Use Somebody sobre os momentos de solidão nas viagens e nas tours por aí.
E morri outra vez com o vídeo.


Kings of Leon - Use Somebody

Who The Fuck is Cory Kennedy?

www.thisiscorykennedy.com

Icone atualmente presente no subconsciente hipster. Isso e, se voce conseguir fazer o hipster 1) assumir que e, ou quer ser, hipster e 2) te contar quais sao suas fontes de inspiracao. Porque todo mundo sabe que hipster que se preza nao da tregua ao seu senso critico, e claro, nao se baseia em absolutamente ninguem pra criar seu estilo proprio.

Eu nao tinha ideia de quem Cory Kennedy fosse ate a ultima edicao da Nylon, que poe a menina entre top It Girls do momento. E desde entao a cada dia que passa eu descubro mais uma coisa que envolve seu trabalho, ou er, presenca. No fim das contas, voce tambem esta cercada por Cory Kennedy e nem sabe.


Depois da materia pra Nylon (e outras pra Paper, Teen Vogue e etc) – Cory foi convidada a apresentar a Nylon TV e seus videos online sobre moda, musica e tendencias do mundo cool. Antes disso, ela ja tinha seu proprio blog, cheio de fotos super bacanas e sem sentido nenhum. Mais tarde veio o namoro com o vocalista da Cobrasnake e participacao em um episodio de 90210 como ela mesma:


Obvio: 'amiga' da Naomi. Nao da Annie.

Com todos os requisitos pra musa alternativa riscados da lista, Cory passou a rasteira final em quem achava que It Girl tinha data de validade e inspirou os produtores do seriado mais legal dos ultimos tempos a criar uma personagem baseada nela propria.


Em Gossip Girl, Agnes, a modelo doidinha que faz a Jenny Humphrey se transformar em
Sheena, The Punk Rocker teve seu estilo e attitude copiados de todas as fontes Cory Kennedy citadas aqui e provavelmente algumas outras as quais nao tivemos acesso. O Daily Intel, blog da New York Magazine responsavel pela analise mais interessante - e hilaria - de cada episodio do seriado, sacou antes de todo mundo. Deu pra sentir uma pontinha de inveja deles, tambem.

not very lady-like

Se o Hipster Runoff tem razao ou nao quando diz que a festa um dia acaba, vamos ter que esperar pra ver. Mas ca entre nos, alguem ta preocupada de verdade com o destino das It Girls do jet set NY-LA? Acho que nao. Mas nao da pra negar que alem de, sim, servir como inspiracao como estilo ou attitude, as Cory Kennedys sao responsaveis por estampar a cara da sua geracao no fim dos anos 2000. Como fez a Kate Moss nos anos 90, a Madonna do comecinho dos 80, a Blondie no fim dos 70 e claro, a Edie Sedgwick, It Girl das It Girls, nos anos 60.

bom enquanto durou

Monday, November 03, 2008

ai

Do Hipster Runoff

Sunday, November 02, 2008

Rei para as Plebéias

* Não basta não saber se um dia ainda vamos ter TopShop e H&M aqui, o pior é ver  a coleção da Commes des Garçons para a H&M saindo nos EUA na semana que vem.
Mas pior ainda é ter a consciência que com esse dólar, quando eu tiver dinheiro para viajar as roupinhas já não vao mais existir.

* Meu objeto de desejo por enquanto é esse vestido. Pra mim o com mais cara de Rei Kawakubo old times. Meio de bruxinha né?
* O resto da coleção está aqui, no site da H&M - Dica: a trilha é meio mala, desligue o som do site.

* E aqui, um videozinho que começa com as peças que "you can't live without" (adoooro a dramaticidade do mundo fashion),  making of das fotos e entrevistas.