Saturday, March 22, 2008

Chega de saudade.

Ferias no Brasil, pra mim, e sinonimo de turbilhao de emocoes que, invariavelmente, envolvem a intraduzivel saudade.

* saudade que eu mato da familia, de amigos, gostos, cheiros, calor. saudade que morre ali e ja nasce de novo com as lembrancas novas dessas coisas unicas.

* saudade que eu nao tinha dessa miniatura de inferno que virou o transito de sao paulo e a saudade que eu tambem nao tinha do medo dos cruzamentos a noite e de abrir a janela do carro num dia bonito.

* saudade inesperada do "chafe" gringo, de escutar musica boa em qualquer estacao da sirius no meu carro, e sim, de sentir um friozinho bostonian de vez em quando.

* saudade das coisas que nao deviam dar saudade nenhuma: incontaveis chopps e caipirinhas, acender um ou uns cigarros na balada e voltar pra casa dirgindo depois de tudo isso.

* saudades que nasceram quando gente nova se conheceu, conviveu e se envolveu. mesmo sem falar a mesma lingua.

* saudade, finalmente, das duas cidades do meu coracao. quando em uma eu nao seria feliz sem a outra: sendo em sp, com saudade dos shows das bandas favoritas, semana sim, semana nao. se em boston, saudade dos clubs paulistanos onde os djs tocam todas elas numa noite so.

Enfim, se "home is where the heart is", eu teria que ter dois ♥.

2 comments:

Camila Fremder said...

E foi mto bom poder matar a saudade que eu estava de vc! Melhor ainda foi ver como vc está feliz!

Morrendo lentamente said...

me parece que então "home is wherer the kidneys is"